Logo
conteúdo

blog

conteúdo

Marketing para Advogados – passo a passo

Todo negócio precisa de uma estratégia de marketing eficiente. Escritórios de advocacia não são diferentes. Uma estratégia de marketing para advogados pode e deve utilizar técnicas para aumentar seu número de clientes, alavancar seu escritório e construir autoridade em seu segmento.

No entanto, é muito comum que surjam dúvidas a respeito do que a OAB permite em termos de marketing de serviços jurídicos, além da inexperiência da maioria dos profissionais com temas de publicidade, mídias digitais, entre outros.

O blog da MPlan possui um post específico sobre marketing de serviços, e vale a pena você dar uma olhada também – acesse aqui =)

 

marketing jurídico

Primeiramente: o que a OAB permite?

 

Ao contrário do que muitos acreditam, a Ordem dos Advogados do Brasil autoriza práticas de publicidade para serviços jurídicos, conforme expresso em seu Código de Ética e Disciplina.

O provimento 94/2000 da OAB afirma:

“Artigo 1°: É permitida a publicidade informativa do advogado e da sociedade de advogados, contanto que se limite a levar ao conhecimento do público em geral, ou da clientela, em particular, dados objetivos e verdadeiros a respeito dos serviços de advocacia que se propõe a prestar, observadas as normas do Código de Ética e Disciplina e as deste Provimento.”

O capítulo IV, artigo 28 do provimento 94/2000 da OAB afirma:

“Artigo 28: O advogado pode anunciar os seus serviços profissionais, individual ou coletivamente, com discrição e moderação, para finalidade exclusivamente informativa, vedada a divulgação em conjunto com outra atividade.”

Estes artigos comprovam, portanto, que o marketing para advogados é perfeitamente permitido e ético, desde que sejam tomados alguns cuidados.

 

É permitido:

 

– Fazer publicidade em jornais e revistas especializadas, desde que utilizando artes e textos discretos e sóbrios, e contendo apenas informações sobre o escritório e os advogados associados.
– Possuir logotipo e identidade visual, desde que sóbria.
– Possuir um site ou blog, inclusive com algumas modalidades de anúncios na internet.
– Possuir redes sociais informativas.

 

Não é permitido:

 

– Fazer anúncios em rádio, TV, celulares ou catálogos empresariais.
– A sinalização do escritório não pode ser excessivamente chamativa.
– As artes dos anúncios não podem conter tribunais ou elementos que fujam da relação direta com o Direito.
– Oferecer consultas gratuitas na internet.
– Fazer publicidade em associações de classe ou eventos fora da esfera do Direito.
– Divulgar valores dos serviços, fixar honorários ou manter pagamento mediante depósito bancário.

 

O passo a passo do Marketing para Advogados.

 

1- Público.

 

Se tratando de marketing para advogados (e de marketing em geral), a primeira pergunta que deve ser feita é: quem é o seu público?

Faça uma lista dos seus tipos de clientes principais. Se são empresas, quais tipos de empresas têm maior necessidade dos seus serviços? Se forem pessoas, qual é a idade média delas? Profissão? Faixa salarial?

Ação: Defina seus 3 públicos principais e faça uma lista com as informações mais importantes sobre eles. Essas informações serão a base de todo o seu plano.

 

2- Sua identidade.

 

Agora que você definiu seu público, vem a pergunta: qual é a identidade que devo transmitir para meu público?

Por exemplo, transmitir uma imagem sofisticada quando o seu público é o trabalhador com baixa escolaridade não é o ideal. Seria melhor transmitir uma imagem mais “amiga”, de parceria. A identidade sofisticada funcionaria perfeitamente se seu público fosse grandes empresas, por exemplo.

O que você fala, e a maneira com que o faz, também ajuda a construir sua identidade. Por isso, leve em consideração seu público antes de definir os textos dos seus anúncios e materiais. Novamente, se o seu público for o trabalhador com baixa escolaridade, use palavras simples e frases diretas. Se o seu público for grandes empresas, utilize argumentos racionais, estatísticas e dados para transmitir solidez e confiança.

Ação: defina uma identidade adequada ao seu público. Seu logotipo, papelaria, fotos e textos devem trabalhar juntos para isso.

 

3- Defina seus canais e táticas.

 

Agora que você já tem um público e uma imagem definidos, chegou a hora de selecionar os canais e táticas que sua estratégia de marketing irá utilizar. A pergunta principal é: “quais canais e táticas posso utilizar para atingir o meu público com a identidade certa?”

Aqui temos algumas sugestões:

 

Papelaria e identidade visual – essencial.

 

Este é o básico que qualquer escritório de advocacia precisa fazer. É necessário ter uma identidade visual impecável. Faça seu logotipo, cartão de visitas, papel timbrado, envelopes e pastas com um profissional. Não faça essa parte de forma “caseira”, o barato vai sair caro!

 

Website – essencial.

 

Seu site é o local em que seus clientes buscarão maiores informações sobre seu escritório, além de ser a base de toda sua estratégia de marketing digital. Escritórios com websites possuem até 70% mais leads do que aqueles que não têm.

Atualmente, um site deve:

– Ser responsivo (adaptável a telas de celular a tablets);
– Ser otimizado para ferramentas de busca (SEO on-page);
– Possuir as informações principais sobre seus serviços e os profissionais que atuam;
– Apresentar de forma fácil e clara como o usuário pode entrar em contato.

 

Google AdWords

 

O Google AdWords é a ferramenta de links patrocinados no Google. Ele pode ser utilizado para o usuário encontrar o seu site no momento da busca, caracterizando uma estratégia com resultados muito eficientes. Por exemplo, se o seu cliente busca “Escritório de advocacia trabalhista em Florianópolis”, você pode se certificar de que o Google apresente seu site como resultado da pesquisa.

 

Redes Sociais

 

Redes Sociais como Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn devem ser utilizados como ferramentas de apoio à sua comunicação. Existem algumas restrições ao uso que escritórios de advocacia podem fazer dessas ferramentas; no entanto, eles podem ser canais poderosos de conteúdo, a fim de criar uma relação mais próxima com seus clientes, construir autoridade no segmento e divulgar sua marca de forma orgânica. As redes sociais também são importantes canais de tráfego para o seu site ou blog.

 

SEO

 

SEO significa “Search Engine Optimization”, ou “Otimização de Ferramentas de Busca”. Lembra quando comentamos, na sessão de Google AdWords, como é interessante ter seu site exibido no momento em que os usuários buscam pelo seu produto? O SEO é a forma de fazer isso organicamente, ou seja, de maneira não paga.

A melhor maneira de fazer isso é com uma estratégia de conteúdo consistente, em que você publica artigos interessantes para seu público e, com isso, ganha tráfego em seu site/blog. Com o tempo, o Google reconhece seu site como sendo relevante, e você ganha posições nas pesquisas.

SEO é muito importante para qualquer negócio, mas é uma estratégia com resultados a médio e longo prazo.

 

E-mail marketing

 

O e-mail não está morto! No entanto, é necessário saber como utilizá-lo. Com a permissão de seus usuários, você pode contatá-los para contar sobre novidades do seu segmento, novidades do escritório, novos serviços, conteúdo relevante, entre outros. É uma forma de manter sua marca sempre em evidência para seu público.

 

Marketing de Conteúdo

 

Informar seu público sobre assuntos relevantes em troca de visibilidade. Esta é a premissa do marketing de conteúdo, uma das formas mais eficientes de marketing para advogados. Criando um blog com matérias interessantes, relevantes e bem-escritas, você garante que pessoas interessadas no seu produto acessem seu conteúdo e fiquem sabendo sobre você. Exatamente da forma que este post está fazendo, da Agência MPlan =)

 

4- Quanto custa uma estratégia de marketing para advogados?

 

Com as restrições da OAB a respeito de investimentos em mídia, uma estratégia de marketing para advogados não é cara. Haverá o investimento inicial em um bom site, um belo logotipo, uma excelente papelaria, entre outros; no entanto, a maior parte do investimento será em produção e administração de conteúdo. Estes custos estão ao alcance de qualquer escritório, e é um investimento que vale a pena.

 

5- Como começar?

 

A melhor forma de iniciar sua estratégia de marketing é contatar uma agência especializada, como a MPlan. Temos profissionais capacitados que conhecem cada etapa e detalhe de tudo o que foi apresentado aqui. No entanto, é também perfeitamente possível se informar mais sobre todas essas ações no nosso blog e colocar em prática.

 

Quer iniciar sua estratégia de marketing? Fale com a MPlan

 

Referência: https://www.conjur.com.br/

Deixe um comentário